Você está aqui: Página Inicial / Sobre a Assembleia / Notícias / Deputados estaduais e senador vistoriam obras em trecho que desabou na BR-364

Deputados estaduais e senador vistoriam obras em trecho que desabou na BR-364

por Ronaldo Afonso do Amaral publicado 08/02/2019 00h15, última modificação 08/02/2019 13h55
Parlamentares acionaram o DNIT para resolver o problema


O presidente da Assembleia legislativa, Laerte Gomes (PSDB), acompanhado dos deputados Adelino Follador (DEM), Chiquinho da Emater (PSB), Cirone Deiró (PP) e Cássia Muleta (Podemos) e do senador Marcos Rogério (DEM), vistoriou as obras emergenciais de recuperação na cabeceira da ponte sobre o Igarapé Andirá, no KM 464, na BR 364, que foi arrastada pelas fortes chuvas, no começo da noite de quarta-feira (6).

Atendendo a pedidos dos deputados estaduais, o senador acionou o Ministério dos Transportes, que de pronto autorizou ao DNIT a iniciar as obras de reparos. "Foi uma ação em conjunto e imediatamente o DNIT iniciou os trabalhos. Fomos informados de que as duas pistas serão liberadas ainda na noite desta quinta-feira (7).", disse Laerte.

No local, o DNIT colocou grandes pedras e aterrou o trecho que desmoronou.

Homens e máquinas trabalharam desde às 7 horas na recuperação do trecho. Dos dois lados da rodovia, filas quilométricas se formaram desde a noite da quarta-feira.

O superintendente regional do DNIT em Rondônia, Cláudio Neves, disse aos parlamentares que as águas as chuvas passaram por cima de pontes na BR-364 em seis pontos. "Aqui é a nossa prioridade. Nos demais locais, vamos fazer inspeções depois, mas não houve necessidade de ações emergenciais ", relatou.

O senador Marcos Rogério afirmou que, pela importância da rodovia para Rondônia, a via não pode ficar interditada. “Por isso, acionei o Ministério dos Transportes que nos atendeu e determinou o início dos reparos. Nesta noite ainda, o tráfego estará liberado", acrescentou Marcos Rogério.

O presidente da Assembleia, Laerte Gomes destacou o empenho do senador e dos deputados que o acompanharam. “Desde quando soubemos desse problema buscamos maiores informações para pedir agilidade às autoridades competentes. Agora iremos cobrar ações firmes com relação a essas pontes e outros pontos críticos na rodovia federal”, disse.

Texto: Eranildo Costa Luna

Fotos: Ronaldo Affonso

Fotos:

Adicionar Comentário

Você pode adicionar um comentário preenchendo o formulário a seguir. Campo de texto simples.