Você está aqui: Página Inicial / Sobre a Assembleia / Notícias / Ezequiel Junior quer Força Nacional em Machadinho e Cujubim

Ezequiel Junior quer Força Nacional em Machadinho e Cujubim

por Igor_Cruz — publicado 12/03/2015 15h20, última modificação 12/03/2015 15h20
Parlamentar explica que o índice de violência está alto devido à falta de policiais militares...

 

O deputado Ezequiel Junior (PSDC) discursou em sessão ordinária na Assembleia Legislativa sobre a decisão do Ministério da Justiça em prorrogar a permanência da Força Nacional por mais 180 dias no Vale do Jamari para reforçar a segurança nos nove município da região. O parlamentar pediu especificamente que seja colocada uma tropa nos municípios de Machadinho do Oeste e Cujubim, devido ao elevado índice de violência.

As tropas estão na região desde setembro do ano passado e o prazo terminaria neste mês de março. Com o prolongamento do trabalho, os policiais devem ficar até setembro de 2015. A decisão foi publicada no Diário Oficial da União no último dia 4. “A prorrogação foi solicitada pelo Governo de Rondônia. Fiz o pedido para que esses dois municípios sejam beneficiados. Não quero que as tropas realizem uma operação lá e saiam, mas que permaneçam pelo menos por seis meses”, reivindicou.

Disse que Cujubim tem atualmente sete policiais militares. Três realizam trabalho interno, um está de férias e a segurança está sendo feita por três. “Com o  aumento da violência a população e os comerciantes clamam pela permanência da Força Nacional nesses municípios”, afirmou.

Outra situação apresentada pelo parlamentar é sobre uma viatura nova que está parada em Machadinho do Oeste por falta de revisão. “Já requeri que seja feita esta revisão e quero reiterar a solicitação nesta tribuna”, destacou.

Em aparte, o deputado Léo Moraes (PTB) disse que estão ocorrendo crimes diversos em várias regiões do Estado. “Pode contar com meu apoio em qualquer propositura referente à segurança pública”, frisou.

Também em, aparte o deputado Adelino Follador (DEM) parabenizou Ezequiel pelo tema e disse que Machadinho faz parte da região. “Graças a Deus foi renovado o convênio. Precisa ser feita uma ação em toda a região, porque os bandidos passam por Machadinho, Monte Negro e Ariquemes. Tomara que essa renovação do convênio inclua também Machadinho”, afirmou.

Em aparte o deputado Alex Redano (SD) lembrou o assassinato do policial Campos. “Além da violência também houve morosidade no atendimento médico, o que precisa ser investigado”, salientou.

Em aparte, o deputado Lazinho da Fetagro (PT) disse que somente na última segunda-feira, das 8h às 19h30, houve 14 furtos e quatro roubos no município de Jaru. “Precisamos cobrar a regionalização da Polícia Civil em Jaru. A situação está tão drástica que o quartel em Jaru foi construído num mutirão com a ajuda dos comerciantes”, afirmou.

O deputado Jesuíno Boabaid (PTdoB), em aparte, disse que não há zelo e boa vontade do Estado para repor efetivo. afirmou que na Copa do Mundo foi utilizado efetivo do Exército. “Por que não utilizam esse efetivo nas fronteiras? Precisamos convocar o secretário de Segurança para se manifestar sobre o assunto. O governador diz que ia contratar o dobro de policiais e o secretario só 240. Quem manda no estado é o governador ou secretário?”, questionou.

 

ALE/RO - DECOM - [Liliane Oliveira]

Foto: ALE/RO - DECOM - [José Hilde]

registrado em:
Adicionar Comentário

Você pode adicionar um comentário preenchendo o formulário a seguir. Campo de texto simples.