Você está aqui: Página Inicial / Sobre a Assembleia / Notícias / Jean Oliveira cobra urgência na implantação do atendimento 24 horas na Delegacia da Mulher

Jean Oliveira cobra urgência na implantação do atendimento 24 horas na Delegacia da Mulher

por Ronaldo Afonso do Amaral publicado 20/03/2019 18h30, última modificação 20/03/2019 18h30
Parlamentar defende que unidade esteja aberta inclusive nos finais de semana e feriados

 

O deputado Jean Oliveira (MDB) voltou a lembrar que desde que assumiu seu primeiro mandado de deputado estadual em 2011, reivindica a necessidade de viabilizar com urgência o plantão 24 horas na Delegacia da Mulher, inclusive nos finais de semana e nos feriados. Com esse propósito o deputado apresentou indicação ao Governo do Estado, via Secretaria de Estado da Segurança, Defesa e Cidadania (Sesdec), em junho de 2011. 

“Desde junho de 2011 cobro. E nunca deixei de cobrar. Mas é impressionante como nunca se deu importância a essa nossa cobrança para um serviço tão necessário, inclusive, para ajudar a evitar assassinatos de mulheres como vem ocorrendo em nosso Estado de forma assustadora e inadmissível”, disse o deputado. 

“Dizíamos àquela época que a equipe da Delegacia da Mulher estava fazendo um trabalho elogiável tendo à frente a delegada, Dra. Edna Mara de Souza, e que para completar esse trabalho competente só faltava implantar o plantão 24 horas, e otimista, afirmava que tinha certeza que o secretário, à época, Dr. Marcelo Bessa, já estava providenciando a implantação do plantão 24 horas na Delegacia da Mulher”, lembra o deputado. 

“Em junho, completam 9 anos, que fiz a primeira indicação para a implantação do plantão 24 horas, nos finais de semanas e nos feriados na Delegacia da Mulher. E nada, nada e nada. Essa cobrança é feita por todas as entidades e instituições que tratam dos direitos da mulher. E ninguém toma uma providência. Até quando as mulheres serão vítimas de atrocidades vis e o Governo do Estado vai continuar surdo a esse clamor da sociedade? ”, pergunta Jean Oliveira. 

Devido o violento assassinato da professora   Joselita Félix, morta a pauladas pelo ex-companheiro, o presidente da Assembleia Legislativa, Laerte Gomes fez um contundente discurso cobrando o funcionamento 24 horas da Delegacia da Mulher. A proposta também foi defendida na reunião da Comissão de Defesa da Criança, Adolescente, Mulher e Idoso (CDCAMI) na tarde de terça-feira (19), no plenarinho 1, da Assembleia Legislativa. 

O deputado Jean Oliveira disse que não dá mais para esperar. O Governo do Estado tem que determinar à Sesdesc, que faça um esforço e reúna condições para colocar a Delegacia da Mulher funcionando 24 horas, inclusive, nos finais de semana e feriados. “É inadmissível essa indolência e falta de compromisso social do Executivo com essa questão. O poder legislativo não vai admiti mais essa irresponsabilidade”, disse Jean Oliveira.

Texto: Assessoria

Foto: José Hilde

Adicionar Comentário

Você pode adicionar um comentário preenchendo o formulário a seguir. Campo de texto simples.