Você está aqui: Página Inicial / Sobre a Assembleia / Notícias / Maurão quer Semana de Conscientização sobre o Autismo

Maurão quer Semana de Conscientização sobre o Autismo

por Igor Cruz publicado 06/04/2015 16h16, última modificação 06/04/2015 16h16
A comemoração será na primeira semana do mês de abril, com a finalidade de conscientizar a sociedade...

 

Visando a inclusão no calendário de eventos oficiais a Semana Estadual de Estudo e Conscientização sobre o Autismo no Estado de Rondônia, o deputado Maurão de Carvalho (PP) apresentou projeto de lei na Assembleia Legislativa. A comemoração será na primeira semana do mês de abril, com a finalidade de conscientizar a sociedade acerca das necessidades dos portadores de autismo.

Esta semana também terá como objetivo incentivar a inclusão social dos portadores de autismo; realizar ações educativas para incluir os autistas nos sistemas de atendimento ao cidadão, tais como educação, saúde, assistência social, transporte, acesso a medicamentos, dentre outros.

Também visa promover o encontro de especialistas na área para debater o assunto, elaborar e distribuir cartilhas didáticas para ficar à disposição do público em órgãos públicos, apontando os sintomas relacionados ao autismo e os mitos que envolvem a doença, objetivando esclarecer o cidadão sobre esse assunto.

Conforme o projeto, serão observadas as seguintes diretrizes: facilitar o acesso à informação e à orientação e realizar debates sobre o autismo com o fim de erradicar o preconceito e de criar meios de inclusão social, compreendendo a divulgação de estudos e experiências nas áreas da saúde, educação e cidadania, bem como estudos acerca da possibilidade de profissionalização dos portadores da doença.

Maurão de Carvalho lembrou que o transtorno não tem cura e o portador tem uma expectativa de longevidade normal. O diagnóstico do autismo traz significativas consequências na dinâmica familiar, tais como separações conjugais, mudança ou abandono da profissão por parte da mãe. “O processo de exclusão social é marcante e contínuo e os familiares sofrem com as fragilidades na inclusão educacional”, observou.

Ressaltou que o tratamento médico do autista envolve a pediatria, neurologia, psiquiatria e odontologia e as terapias envolvem a psicologia, fonoaudiologia, terapia ocupacional, fisioterapia, psicopedagogia e orientação familiar, que resultam em considerável melhora nos prognóstico e na vida dos familiares.

“Conscientizar o povo de Rondônia acerca do autismo, dos tratamentos adequados e das experiências familiares e dos profissionais da área, não só facilitará a inclusão social do portador, como também permitirá às suas famílias acesso ao conhecimento adequado e atualizado sobre esta síndrome, como as alternativas para tratamento”, afirmou Maurão.

 

ALE/RO - DECOM - [Liliane Oliveira]

Foto: José Hilde

registrado em:
Adicionar Comentário

Você pode adicionar um comentário preenchendo o formulário a seguir. Campo de texto simples. Os comentários são moderados