Você está aqui: Página Inicial / Sobre a Assembleia / Notícias / No rádio, Maurão de Carvalho volta a defender a harmonia e a união dos poderes

No rádio, Maurão de Carvalho volta a defender a harmonia e a união dos poderes

por Igor Cruz publicado 04/02/2015 18h45, última modificação 02/03/2015 09h27
Ao participar na tarde desta quarta-feira (4) de mais uma entrevista, a uma emissora de rádio de Porto Velho, o deputado estadual Maurão de Carvalho (PP), presidente da Assembleia Legislativa, voltou a defender que haja harmonia e um clima de união entre os Poderes...

 

Ao participar na tarde desta quarta-feira (4) de mais uma entrevista, a uma emissora de rádio de Porto Velho, o deputado estadual Maurão de Carvalho (PP), presidente da Assembleia Legislativa, voltou a defender que haja harmonia e um clima de união entre os Poderes, em prol do Estado.

“O interesse maior deve ser o do povo rondoniense. Todas as forças políticas, no meu entendimento, devem se juntar para defender temas que a sociedade clama por solução. Cada um fazendo a sua parte, de forma harmônica e independente, vai poder contribuir e muito para essa finalidade”, destacou.

Indagado sobre como serão suas metas a frente da presidência do Legislativo Estadual, Maurão foi direto: “construir, com diálogo, uma junção de forças em benefício de Rondônia. Todo o meu empenho será nesse sentido. A população espera que nós, homens públicos, tenhamos uma postura firme na defesa da sociedade, sem confrontos”.

Já no começo de sua gestão, o presidente disse que tem priorizado a contenção de despesas, em razão de a Assembleia estar no limite prudencial da Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF), no gasto com o pessoal.

“Serão necessários ajustes e eu determinei que, no mês de fevereiro, só serão feitas nomeações de pessoas em cargos essenciais para manter a Casa funcionando. Mas, meu objetivo é que tenhamos um Legislativo enxuto ao longo do nosso mandato”, completou.

Para o presidente, é importante que haja harmonia entre os poderes, porém com o respeito à autonomia de cada um. “Não se trata de ser oposição ou situação, mas de estabelecer uma relação amistosa, sem enfrentamentos, mas sempre buscando o diálogo. Tenho experiência no Parlamento e é dessa forma que vou tratar as questões”, garantiu.

 

Somando forças

Maurão comentou ainda sobre a necessidade de uma junção de forças políticas, com a Assembleia, o Governo e a bancada federal, para lutar pela efetiva transposição dos servidores estaduais aos quadros da União.

“Temos uma bancada federal renovada e temos que, mesmo num momento de crise na União, com corte de gastos, pressionarmos politicamente para que a transposição aconteça. Tecnicamente, já foi resolvido, depende agora da decisão política e eu, junto com os demais deputados, estamos dispostos a somar nessa luta”, assegurou.

O presidente disse ainda que outra missão que pode ser encampada em conjunto é a revisão das compensações ambientais e sociais das usinas do Madeira, com novos estudos dos efeitos no rio. “Temos ainda a questão do banco Beron, que precisa ser solucionada, para evitar que os cofres do Estado sejam sangrados com uma dívida que já foi até paga”.

 

 

registrado em:
Adicionar Comentário

Você pode adicionar um comentário preenchendo o formulário a seguir. Campo de texto simples. Os comentários são moderados