Aélcio da TV pede apoio a setor produtivo e à educação

por Igor_Cruz — publicado 08/06/2016 16h47, última modificação 08/06/2016 16h47
“Faltam políticas públicas para o incentivo de plantio de novas mudas de café. Esperamos que a Seagri abra os olhos para este filão de mercado”, afirmou Aélcio...

 

O deputado Aélcio da TV (PP) criticou a Secretaria de Estado de Agricultura durante seu pronunciamento no pequeno expediente nesta quarta-feira (8) na Sessão Ordinária, devido a falta de gestão e preocupação com o desenvolvimento do setor produtivo.

Disse que o Estado do Espírito Santo terá este ano uma redução muito grande na safra do café e que, infelizmente, Rondônia não está capacitada para ocupar este espaço. Em Rondônia, a safra do café não chegará a um milhão de sacas.

“Faltam políticas públicas para o incentivo de plantio de novas mudas de café. Esperamos que a Seagri abra os olhos para este filão de mercado”, afirmou Aélcio.

 

Educação

O deputado também aproveitou para falar dos números de investimentos na educação no Brasil. O país investe valores de primeiro mundo, disse Aélcio, mas o aproveitamento é baixíssimo devido a falta de gestão. “Em compensação a iniciativa privada tem ofertado ensino de qualidade e com bons níveis, igualando-se aos níveis americanos”, argumentou.

Aélcio da TV salientou e reconheceu uma das conquistas do governo petista que foi a criação do Prouni, onde o governo federal paga por vagas na rede privada de ensino, que acaba sendo mais barato do que criar novas vagas no sistema público de ensino, afirmou.

Sugeriu que o Estado crie um sistema semelhante de investimento, “pois o governo acaba gastando menos do que se bancasse todo o processo e o resultado para o aluno é maior”, finalizou Aélcio da TV.

 

ALE/RO - DECOM - [Geovani Berno]

Foto: José Hilde

registrado em: