Aélcio da TV repudia PF e MPF por irresponsabilidade quanto informações da Operação Carne Fraca

por Igor_Cruz — publicado 21/03/2017 17h48, última modificação 21/03/2017 17h48
O parlamentar acredita que a generalização feita pelos órgãos prejudicou empresas inocentes...


O deputado Aélcio da TV (PP) pediu à mesa diretora, em sessão na tarde desta terça-feira (21), para que seja repudiada a falta de responsabilidade da Policia Federal (PF) e do Ministério Público Federal (MPF) quanto a divulgação das informações da Operação Carne Fraca deflagrada na última sexta-feira (17).

O parlamentar entende que as investigações são necessárias para o país, porém a forma como foi anunciada a operação prejudicou muito a população e a economia brasileira. “Eu não tenho nenhum bandido de estimação, então acredito sim, que tudo irregular deve ser investigado e os responsáveis presos pelos atos, porém não se pode generalizar a situação, pois fere a imagem do Brasil diante de outros países”, afirmou Aélcio.

Segundo o deputado, a PF e o MPF deveriam ter mais cautela antes de divulgar as informações. “Foram apenas 3 frigoríficos interditados e agora mais de quatro mil unidades serão prejudicadas por conta de maçãs podres na cesta. Isso vai apenas prejudicar o país e irá doer no bolso do produtor rural, que usa disso para viver”, ressaltou o parlamentar.

Ele também se posicionou quanto ao projeto da bancada federal de mudar a forma de eleições com uma “Lista Fechada”. “Esse negócio dos partidos de quererem criar uma lista para que a população escolha o partido e lá de dentro eles escolham um representante é um absurdo. Isso fere a democracia e o direito de escolha do cidadão”, comentou Aélcio.

O projeto da Lista Fechada está sendo elaborado pelos presidentes da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ) e do senado, Eunício Oliveira (PMDB-CE), com aval do presidente Michel Temer e do presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), ministro Gilmar Mendes. Nesse sistema, a população votaria em um partido e este iria ordenar uma lista dos candidatos a serem eleitos, visando quem melhor representa as ideologias partidárias.

 

ALE/RO - DECOM - [Isabela Gomes]

Foto: Lusangela França

registrado em: