Agricultores reconhecem trabalho do deputado Cirone Deiró e a destinação de recursos para as associações rurais

por Laila Luana Costa Moraes publicado 28/07/2020 10h32, última modificação 28/07/2020 10h32
Cerca de R$ 1 milhão foram liberados por meio de emendas parlamentares do deputado, destinados para a compra de equipamentos

O trabalho do deputado Cirone Deiró (PODE) em conseguir recursos para associações rurais de Rondônia tem auxiliado centenas de famílias que vivem da agricultura no estado. “Estamos colhendo os bons frutos do esforço do deputado e do seu compromisso em fortalecer a agricultura. Diante desses resultados, temos a certeza de que estamos bem representados na Assembleia Legislativa”, afirmou o presidente da Associação dos Produtores Rurais Padre Ezequiel-APRUPE, agricultor Valdevino Bathe Inhanse, que recebeu recursos, por meio de emenda parlamentar liberada pelo deputado, destinadas para a compra de um secador de café.

Além da Associação Padre Ezequiel Ramim, também foram contempladas com a liberação de recursos para a compra de secadores de café, a Associação dos Agricultores e Agricultoras Rurais Desportiva Juventude; Associação dos Produtores Rurais Novo Horizonte – APRUNH; Associação de Produtores Rurais de Organização Social e Familiar – APROSF; Associação dos Produtores Rurais Vida Nova; Associação dos Produtores Rurais Santo Antônio – Asprusa. Enquanto, a Associação Rural Unidos Venceremos – ARUVE recebeu   recursos para a compra de uma máquina de café, a Associação dos Produtores Rurais da linha 03-APR3 e a Associação dos Produtores Rurais da Linha Juscelino Kubistchek – ASPROJUK receberam recursos de emenda do deputado Cirone para a compra de implementos agrícolas.

De acordo com o deputado, que é presidente da Comissão da Agricultura, o Brasil responde por um terço das exportações mundiais na produção de alimentos. Ele destacou ainda o protagonismo que o estado de Rondônia tem nesse cenário, pela sua importância na produção de alimentos, especialmente de carne, café, grãos, peixe e leite. Na avaliação do parlamentar, o trabalho dos agricultores e suas famílias no campo também contribuíram para o surgimento de muitas atividades empresariais e agroindustriais. “As indústrias de nutrição animal, lojas de agropecuárias e as empresas de máquinas e implementos agrícolas que integram a cadeia produtiva da agricultura rondoniense são atividades que foram fomentadas pela agricultura”, destacou.

Na avaliação do parlamentar, em diferentes momentos da história, a agricultura e toda a cadeia do setor produtivo ajudaram o Brasil a atravessar crises que afetaram a economia e os empregos. “Agora, com a pandemia do novo Coronavírus temos novos desafios: proteger vidas, reconstruir a economia e recuperar os empregos no campo e na cidade. Com o fortalecimento das agroindústrias, o agricultor rondoniense está transformando sua propriedade em uma atividade empresarial que gera renda e emprego para toda a família. Além de agregar valor à produção local, as agroindústrias promovem uma maior qualidade de vida no campo e na cidade”, ressaltou Cirone.  

Na presidência da Comissão de Agricultura, e com o apoio e parceria dos demais deputados, o deputado Cirone Deiró liderou a aprovação de mais de 20 milhões para o setor produtivo. “Estamos comprometidos em apoiar as ações do governador Marcos Rocha em prol do setor agrícola produtivo, especialmente na fase pós pandemia. A sensibilidade do governador em dar agilidade na liberação dessas emendas de minha autoria para atender as associações dos produtores rurais é um marco para a nossa agricultura e para a melhoria da qualidade de vida do homem do campo”, concluiu.

Para o agricultor Claudinei Luiz de Souza, presidente da Associação dos Produtores Rurais da Comunidade Santo Antônio da linha 14, a parceria do deputado Cirone Deiró com o governador Marcos Rocha tem trazido resultados práticos para quem está trabalhando no campo. “Estamos satisfeitos pela maneira que o deputado tem trabalhado e pelo seu compromisso em defender os interesses de quem está trabalhando de sol a sol para produzir alimentos”, finalizou.

Texto: Edna Okabayashi

Foto: Assessoria