Chiquinho da Emater critica operação do Ibama em Cujubim

por Laila Luana Costa Moraes publicado 16/06/2020 17h58, última modificação 16/06/2020 17h58
Deputado repudiou a forma como as ações contra madeireiros e produtores está sendo conduzida

O deputado Chiquinho da Emater (PSB) disse durante discurso na sessão desta terça-feira (16) que a operação do Ibama, na região de Cujubim, tem extrapolado e desrespeitado os madeireiros e os produtores rurais do município.

"Nãos somos a favor de ilegalidades nem de crimes ambientais. Mas, não podemos nos calar ante abusos por parte do Ibama, em uma operação sem critérios. Já informei ao Ibama sobre essa questão. A operação precisa ser feita com responsabilidade e dentro da legalidade", denunciou.

O parlamentar lamentou ainda que "a maior parte da madeira que foi apreendida, está sendo levada para outros Estados, o que não podemos aceitar. Precisamos de madeira aqui para fazer pontes e outras ações".

Repúdio

Chiquinho da Emater manifestou a sua solidariedade com Vilma Alves e o Williames Pimentel, que foram barrados durante a visita do ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, no Palácio Rio Madeira. "São dois ex-secretários de Governo, que assessoram o senador e ex-governador Confúcio Moura (MDB). É uma coisa muito pequena, ter feito uma ação dessas".

Ele, entretanto, aproveitou para agradecer ao governador Marcos Rocha (PSL), por ter levado cinco respiradores mecânicos para o hospital de Vilhena, para tratar os pacientes com a covid-19.

Texto: Eranildo Costa Luna-ALE/RO

Foto: Marcos Figueira-ALE/RO