Comissão de Agropecuária negocia com governo liberação de recursos

por Igor_Cruz — publicado 13/12/2017 09h46, última modificação 13/12/2017 09h46
Parlamentares acordaram com governo utilização de recursos de fundos para investimento da agricultura...

 

O presidente da Comissão de Agropecuária e Política Rural (CAPR), deputado Lazinho da Fetagro (PT) destacou na reunião desta quarta-feira (13) a negociação feita entre os membros da Comissão com representantes do governo do Estado para liberação de recursos de fundos ligados ao setor produtivo para a agricultura.

De acordo com o parlamentar, em reunião realizada com o secretário de Planejamento e Gestão, George Braga, que contou com a presença do chefe da Casa Civil, Emerson Castro e dos deputados Adelino Follador (DEM) e Ribamar Araújo (PR) ficou acertada a negociação.

Lazinho explicou que não se mexeria no orçamento para realocar recursos ao setor produtivo, desde que o governo se comprometa a liberar recursos dos fundos do Proleite, Funcafé, Fecoep, Fesa e Fider, que são ligados ao setor produtivo, e que juntos somos quase R$ 200 milhões.

Pelo acordo, podem ser utilizados até 20% de cada fundo na agricultura. Mas a liberação dependerá da apresentação de projetos para o desenvolvimento do setor que deverão partir da Seagri, Emater e Idaron.

“Com esta negociação, o investimento no setor produtivo poderá chegar a R$ 40 milhões”, destacou o deputado Lazinho da Fetagro.

 

Usinas

O deputado Lazinho parabenizou a postura do deputado Adelino Follador em defender os moradores de Jaci-Paraná referente ao projeto que tramita na Casa quanto a elevação do nível da barragem em 80 cm.

 O deputado Adelino reforçou que a administração das usinas desrespeita a população de Rondônia, ao contrário do que ocorre em outros Estados, onde tudo é cumprido referente as compensações.

O deputado Ribamar Araújo (PR) destacou que é um desrespeito o que ocorre com este projeto e que os Ministérios Públicos Federal e Estadual devem atuar fortemente. Pediu equilíbrio na tomada de decisão para que a imagem da ALE não seja arranhada como foi em outras administrações.


ALE/RO - DECOM - Geovani Berno
Foto: Lusângela França


FOTOS