Comissão de Educação e Cultura aprova parecer em Projeto de Lei

por Igor_Cruz — publicado 29/03/2017 10h40, última modificação 29/03/2017 10h40
Parlamentares também debatem situação de várias escolas no Estado...


A Comissão de Educação e Cultura (CEC) da Assembleia Legislativa, sob a presidência do deputado Anderson do Singeperon (PV), em reunião na manhã desta quarta-feira (29) aprovou parecer em projeto de Lei e debateu a situação de escolas em vários pontos do Estado.

O Projeto de Decreto Legislativo nº 114/17, de autoria do deputado José Lebrão (PMDB), que concede o título honorífico de cidadão do Estado de Rondônia ao vice-governador Daniel Pereira (PSB), recebeu parecer favorável do deputado Aélcio da TV (PP) sendo acompanhado pelos demais e segue para votação em Plenário.

 

Educação

Adelino informou de que a greve dos trabalhadores em educação teria terminado o que achou salutar e parabenizou a categoria pela sensatez, pois a greve é ruim para todos.

Anderson visitou a escola João Bento da Costa, conheceu a estrutura e percebeu a falta de condições físicas e que a mesma precisa de reformas. Segundo professores, há projeto de reforma, mas que está paralisado aguardando recursos.

O deputado Adelino disse que em Ariquemes também há escolas que estão passando por reformas para ampliar e melhorar a estrutura, pois “segurar a criançada em um local sem condições é complicado”. Também reforçou que destinou R$ 400 mil para o município reformar as escolas e adequar várias escolas.

O deputado Ribamar Araújo falou de sua visita ao Ministério Público, para falar com o responsável pela área de educação e que o mesmo tem muito a contribuir com a comissão. Por este motivo sugeriu o convite para que compareça “para trocar experiência em busca de melhorias na educação”, afirmou.

Anderson disse que a educação precisa de mais gestão. A Assembleia deve mostrar o que deve mudar. Também ressaltou a importância de se manter as visitas constantes às escolas para manter este diálogo, a fiscalização e a cobrança do secretário e governo para a melhoria constante na educação, sinalizando um rumo melhor.

Adelino criticou a troca muito frequente de secretários na área de educação e elogiou a climatização das escolas no Estado. Reforçou que o projeto é caro, pois não é só comprar os aparelhos, mas todas as escolas precisaram de adequação energética para receber os equipamentos. Salientou que “o governador não inventou o calor, mas está melhorando as condições para se estudar”.

O deputado reforçou também a questão de aumentar o valor para a merenda escolar. O valor atual é irrisório. “Ninguém estuda com fome. Criança com fome não estuda”, finalizou Follador.

 

ALE/RO - DECOM – Geovani Berno

Foto:  Ana Célia


FOTOS