Comissão de Saúde anuncia fim da greve dos residentes do HB

por Igor_Cruz — publicado 19/08/2015 18h33, última modificação 19/08/2015 18h33
Deputados intermediaram acordo entre os médicos e o secretário de Estado da Saúde...

 

O presidente da Comissão de Saúde, Previdência e Assistência Social, deputado Dr. Neidson (PTdoB), anunciou durante reunião realizada nesta quarta-feira (19), no Plenarinho da Assembleia Legislativa, o fim da greve dos médicos residentes do Hospital de Base Ary Pinheiro (HB).

Dentre as principais reivindicações durante as paralisações, os médicos exigiam o pagamento de seis meses de salários atrasados por parte do Estado, correspondentes às bolsas de estudo, bem como o auxílio moradia.

O deputado informou que após reunião com o secretário de Estado da Saúde, Williames Pimentel, na manhã desta quarta-feira (19), ficou acordado a quitação dos salários atrasados até o próximo dia 24. O deputado Adelino Follador (DEM) também acompanhou a reunião.

Dr. Neidson destacou os pareceres do Ministério Público do Estado, Procuradoria Geral do Estado, Justiça Federal e Ministério da Educação, que alegam a inconstitucionalidade do projeto de lei do Executivo que determina, além da residência, uma carga horária de até 20 horas aos médicos residentes.

“O governo do Estado não pode determinar exclusividade nem carga horária aos residentes, é inconstitucional”, esclareceu Dr. Neidson.

Ainda durante a reunião, os deputados Só na Bença (PMDB) e Alex Redano (SD) destacaram as dificuldades de adequação do Hospital Municipal de Jaru e da Clínica Neonatal de Ariquemes.

Em comum acordo com o presidente da comissão, os parlamentares decidiram, sem data prevista, a realização de visitas in loco para averiguação das necessidades de estruturação das duas unidades.

 

ALE/RO - DECOM - [Juliana Martins]

Foto: Ana Célia