Comissão de Saúde indica mutirão de cirurgia de catarata no distrito de Surpresa

por Igor_Cruz — publicado 24/02/2017 10h26, última modificação 24/02/2017 10h26
Deputado Dr. Neidson explica importância do procedimento cirúrgico...


O presidente da Comissão de Saúde, Previdência e Assistência Social da Assembleia Legislativa, Neidson de Barros (PMN), indicou ao Governo do Estado e à Secretaria de Estado da Saúde (Sesau), no início do mês de fevereiro, a necessidade de um mutirão de cirurgias de catarata no distrito de Surpresa, no município de Guajará-Mirim.

Segundo a comissão, o mutirão será de suma importância para o distrito e certamente beneficiará todas as pessoas que ali residem e necessitam desse tratamento. “As pessoas que têm catarata possuem uma visão nublada, como se olhassem por uma janela embaçada ou enevoada. Essa visão pode tornar mais difíceis tarefas como ler ou interpretar a expressão das pessoas”, afirma Neidson em sua indicação.

De acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS), a catarata é responsável por 51% dos casos de cegueira no mundo, o que representa cerca de 20 milhões de pessoas. A catarata é também uma importante causa de baixa visão em países desenvolvidos e em desenvolvimento.

A catarata, em muitos casos, também tem a necessidade de ser removida devido a outras doenças oculares, tais como a retinopatia diabética ou DMRI. Logo, ela precisa ser removida para que o oftalmologista possa tratar a doença mais séria.

Hoje, a cirurgia é o único método eficaz para tratar a perda de visão causada pela doença, porém o procedimento é simples e comum, envolvendo a remoção da lente turva do olho, que pode ser substituída por uma lente artificial, chamada implante de lente intraocular. Quem não faz o implante, também pode usar lentes de contato diferenciadas ou óculos de grau.

“Cumpre esclarecer que a possibilidade de realização das cirurgias no município será de suma importância e certamente beneficiará por demais todas as pessoas que ali residem e necessitam do procedimento, afinal, a saúde é um bem necessário e direito de todos os cidadãos”, completa o presidente da comissão.


 

ALE/RO - DECOM - [Isabela Gomes]
Foto: José Hilde  


registrado em: