Crise econômica, política e de confiança enfrenta o país, diz deputado

por Igor_Cruz — publicado 30/03/2016 15h51, última modificação 30/03/2016 15h51
Parlamentar acusa partido de usar estatal para se perpetuar no poder


Ao destacar que a dívida da Petrobras atualmente é equivalente a 70 vezes o orçamento do Estado, o deputado Aélcio da TV (PP), disse que o Brasil encontra-se na pior fase dos últimos cem anos, enfrentando desta forma, uma crise de ordem política, econômica e de confiança.

O assunto do momento foi o tema do pronunciamento do parlamentar durante sessão plenária da Assembleia Legislativa desta quarta-feira (30).

No entendimento do deputado Aélcio da TV, o Brasil vive a prior crise de sua história, com uma recessão sem expectativa de volta, com crescimento zero em 2014; redução do PIB em 2015; pior crise de desemprego; e milhares de empresas fechando as portas.

Este cenário favorece, conforme o deputado, a vivência de três tipos de crise: econômica, política e a de confiança. Para ele a falta de confiança é terrível, chegando até mesmo a influir na cotação do dólar.

De acordo com o deputado, a situação é traumática, pois tem como base a corrupção que se encontra generalizada e com dados estarrecedores: o orçamento de Rondônia é de aproximadamente R$ 7 bilhões e em contrapartida o prejuízo da Petrobras em 2015 foi de R$ 35 bilhões. Nos últimos anos a empresa apresenta um déficit de R$ 492 bilhões, o que corresponde a 70 orçamentos de todo Estado de Rondônia.

Para ele, a roubalheira que aconteceu no país foram práticas de manobras de um determinado grupo para se perpetuar no poder. “A máquina foi usada para manter este esquema de compra de partidos, compra de autoridades, e de pessoas para se manter no poder. Isto é algo assustador”. Disse que “agora entende o porquê este grupo era radicalmente contra a privatização da Petrobras”.

Concluindo o parlamentar afirmou esperar que o país efetivamente seja passado a limpo e justiça seja feita, punindo exemplarmente os culpados.

 

ALE/RO - DECOM - [Paulo Ayres]

Foto: José Hilde

registrado em: