Deputado Anderson Pereira recebe Associação de Socioeducadores

por Igor_Cruz — publicado 26/01/2017 11h19, última modificação 26/01/2017 11h19
Categoria apresentou demandas e necessidades de convocação para nova academia...


A recém-criada Associação Profissional de Servidores do Sistema Socioeducativo do Estado de Rondônia (Assoe) apresentou na segunda-feira (23) a sua primeira reivindicação ao deputado Anderson Pereira do Singeperon (PV).

A entidade, fundada em 13 de janeiro deste ano e comandada pelo presidente Macson de Moura Diogenes, solicitou apoio do parlamentar para intermediar junto ao governo do Estado a convocação de uma nova academia com os aprovados do último concurso público para o cargo de socioeducador.

Segundo o presidente, a categoria sofre nas unidades com o pouco efetivo. “Há uma vacância de pelo menos 80 profissionais em todo o estado. Cerca de 450 membros da categoria integram o sistema socioeducativo rondoniense”, revelou.

Ex-presidente do Sindicato dos Agentes Penitenciários e Socioeducadores do Estado de Rondônia (Singeperon), o deputado é conhecedor dos problemas que assolam os servidores e garantiu apoio total às demandas da classe. “Os servidores públicos são a principal bandeira do nosso mandato e os socioeducadores fazem parte dos planos onde buscaremos as melhorias”, reforçou.

Na ocasião, Anderson Pereira apresentou cópia do ofício que já havia enviado ao Estado pedindo informações sobre a convocação de novos socioeducadores para atender as unidades socioeducativas.

No ofício entregue ao deputado, Macson Diogenes afirmou que a defasagem do quadro é fator de desmoralização do serviço público e do bem estar social do adolescente em conflito com a lei.

“Um dos maiores erros do nosso país é esquecer o sistema socioeducativo, pois é ele que recebe toda a demanda antes do sistema prisional propriamente dito. Os dois sistemas são questões de segurança pública”, criticou Anderson Pereira.

O parlamentar ainda parabenizou o grupo pela criação da associação e aconselhou que os servidores busquem criar o próprio sindicato. “O Singeperon também começou como uma associação e hoje se tornou um sindicato forte. Assim deve acontecer com os socioeducadores para que busquem garantias em suas reivindicações junto aos governantes”, acentuou.

Ainda na ocasião, o secretário Executivo da Assoe, Isaac Bonfim, alertou para a demora da aprovação do Plano de Segurança do Sistema Socioeducativo do Estado. “Já faz mais de um ano que a proposta está no Conselho Estadual dos Direitos da Criança e do Adolescente (Conedca). Enquanto isso, os sócios estão correndo riscos nas unidades, que sequer possuem a guarda externa de responsabilidade da Polícia Militar”, contou.

Por fim, Anderson sugeriu a realização de uma audiência pública específica para discutir as prioridades e problemas do sistema socioeducativo, bem como cobrar providências do Estado e demais órgãos responsáveis. “Tão logo a Assembleia volte do recesso, vamos buscar aprovar essa convocação no plenário. Isso é uma questão urgente”, garantiu o deputado.


ALE/RO - DECOM - [Assessoria]

Foto: Assessoria


FOTOS




registrado em: