Deputado Cirone Deiró pede ações da vigilância sanitária em Jaci Paraná

por Ronaldo Afonso do Amaral publicado 20/03/2019 16h04, última modificação 20/03/2019 16h04
Parlamentar alerta para risco de volta da febre aftosa, caso providências não sejam tomadas

 

O deputado Cirone Deiró (Podemos), em discurso na sessão desta terça-feira (19), disse que desde 2018 a Agência Idaron não cuida da vigilância sanitária animal na região de Jaci Paraná, onde existe uma área de reserva ambiental. Ele adiantou que no local há mais de 120 mil cabeças de gado, e se houver um foco de febre aftosa todo trabalho feito para a erradicação da doença em Rondônia pode ser comprometido. 

O parlamentar explicou que o gado existente na reserva pode contaminar os animais que estão fora dela, e que existe uma recomendação do Ministério Público para que não se emita o Guia de Transporte Animal (GTA). Ele destacou que há mil famílias residindo no local. 

“Como representantes do povo, precisamos trazer a questão para discussão. Naquela área não há extrativismo, e sim passagem. O Ministério Público e o governo precisam enviar representantes até lá para verificar a situação”, adiantou Cirone Deiró. 

Ele disse que a Assembleia Legislativa precisa acompanhar a situação, onde a pecuária está consolidada. “Há alunos que não estão tendo o direito de frequentar a escola. Vamos buscar junto aos órgãos judiciais a manutenção desses direitos”, afirmou. 

Cirone Deiró também parabenizou o governador por acatar seu pedido e garantiu os jogos escolares em Cacoal. “É de grande valia que se faça isso, devido ao dinheiro que circula na cidade”, destacou. 

O deputado defendeu, ainda, a permanência de vigilantes armados nas escolas públicas, citando que o sistema de monitoramento está sendo roubado. Ele especificou que os vigias podem abrir as quadras nos finais de semana para atender à população. 

“É preciso incentivar o esporte. Trata-se de um benefício que pode ser estendido à sociedade. Há muitas escolas que fecham durante a noite e não atendem os jovens com esporte. Então faço um apelo ao secretário de Estado de Educação”, disse Cirone Deiró.

Texto: Nilton Salina - DECOM/ALE

Foto: Marcos Figueira

Adicionar Comentário

Você pode adicionar um comentário preenchendo o formulário a seguir. Campo de texto simples.