Deputados pedem que UTI não seja fechada em Ariquemes

por Igor_Cruz — publicado 19/03/2015 13h35, última modificação 19/03/2015 13h35
De acordo com a parlamentar, a clínica é a única com atendimento pelo SUS e com leitos de UTIs infantil na região de Ariquemes, atendendo inclusive a demanda de outros municípios...

 

A deputada Glaucione Rodrigues (PSDC) leu em sessão da Assembleia Legislativa carta enviada pela diretora da Clínica da Criança, a médica Luciane Berti, onde informa o fechamento da UTI neonatal da unidade, em Ariquemes, no próximo dia 1° de abril, devido a motivos burocráticos por parte da Secretaria de Estado da Saúde (Sesau).

De acordo com a parlamentar, a clínica é a única com atendimento pelo SUS e com leitos de UTIs infantil na região de Ariquemes, atendendo inclusive a demanda de outros municípios.

“É inadmissível saber que uma unidade de saúde tão importante como esta, que atende inclusive a minha região, seja fechada porque lhe foi interrompido o direito de uma boa atuação médica e com qualidade de saúde, como cita a doutora Luciane Berti”, declarou Glaucione.

Glaucione propôs que a Comissão de Saúde, da qual é membro, convoque o secretário de Estado de Saúde para participar da reunião com todos os demais membros. Assim ele poderia prestar esclarecimentos e contribuir para solucionar os problemas enfrentados pelos profissionais que dedicam suas vidas em trabalhar em benefício do próximo.

“Conheço a dedicação da doutora Luciane, que inclusive foi por conta própria até Cacoal para ensinar aos profissionais da saúde os cuidados sobre como transportar um paciente infantil de UTI até Ariquemes sem colocar em risco a vida da criança”, contou Glaucione.

Em aparte, o deputado Alex Redano (SD) concordou com a deputada ao afirmar que também considera inadmissível o fechamento da UTI neonatal. Ele também endossou os elogios à dedicação da diretora da Clínica da Criança, doutora Luciane Berti.

Cleiton Roque (PSB), também em aparte, contou sua experiência pessoal em relação à importância de uma UTI neonatal. “Só quem sabe da falta que faz uma unidade de terapia intensiva para crianças como eu, que já perdi um filho, entende como é séria esta situação. Dessa forma me coloco à disposição para unirmos força e impedirmos o fechamento desta UTI”, declarou o deputado.

O deputado Dr Neidson (PT do B), presidente da Comissão de Saúde, disse que os deputados deverão buscar apoio junto ao Governo do Estado e destacou que, com a interrupção dos atendimentos da UTI, muitas vidas podem ser perdidas.

 

ALE/RO - DECOM - [Juliana Martins]

Foto: ALE/RO - DECOM - [José Hilde]

registrado em:
Adicionar Comentário

Você pode adicionar um comentário preenchendo o formulário a seguir. Campo de texto simples.