Ismael Crispin conhece projetos desenvolvidos na Resex Lago do Cuniã, no baixo Madeira

por Ronaldo Afonso do Amaral publicado 18/10/2019 14h13, última modificação 18/10/2019 14h13
Um dos projetos é o da agroindústria de abatimento de jacarés, que é realizado sazonalmente


O deputado Ismael Crispin (PSB), recebeu em seu gabinete a visita do gestor de projetos do Baixo Madeira, Herlan Alves, que apresentou alguns projetos que são desenvolvidos na Resex Lago do Cuniã. 

Um dos projetos é o da agroindústria de abatimento de jacarés, que é realizado sazonalmente durante 45 dias em determinada época do ano. O abatimento que é realizado por pessoas legalmente cadastradas, proporciona uma renda de aproximadamente R$ 8 mil para cada uma das cerca de 200 famílias, com o abatimento de 900 a 1000 jacarés ao ano. A carne é comercializada em Porto Velho, e o couro dos jacarés, legalmente exportado para outros Estados e até para o mercado internacional, devidamente autorizado pelo Ibama. 

Herlan explicou ao deputado que esse ano o manejo de jacarés nativos tem dificuldades para a realização do abate anual, por conta da liberação do enquadramento do projeto no Sistema de Inspeção Municipal. “Temos cerca de 15 dias para solucionar esse problema, para que o abate aconteça antes que o lago comece a secar", explicou Herlan. 

Atento aos projetos voltados para as agroindústrias, e na intenção de ajudar, o deputado se colocou à disposição para interceder junto a Secretaria Municipal de Agricultura na tentativa de solucionar o problema. “Vamos tentar solucionar esse problema do SIM, para que a Resex não perca a época do abate e as famílias não fiquem prejudicadas esse ano", frisou Ismael Crispin.

Foto e Texto: Assessoria

Adicionar Comentário

Você pode adicionar um comentário preenchendo o formulário a seguir. Campo de texto simples.