Jean Oliveira cobra do Governo do Estado maior cuidado no combate ao covid-19

por Laila Luana Costa Moraes publicado 25/06/2020 09h22, última modificação 25/06/2020 09h22
Parlamentar elencou situações para exemplificar sua chamada de atenção

O deputado Jean Oliveira, na sessão plenária da Assembleia Legislativa de quarta-feira (24), chamou atenção do Governo do Estado quanto ao maior cuidado no enfrentamento a pandemia do novo coronavírus no estado de Rondônia. O parlamentar elencou duas situações para exemplificar sua chamada de atenção.

A primeira foi quando o deputado informou que lhe chegou denúncia, que a rouparia, os lençóis de cama dos hospitais daqueles que estão infectados pelo covid-19, estão sendo lavados, tratados, da mesma forma, no mesmo ambiente dos pacientes que não estão com covid-19.

“O Estado precisa tomar cuidado com isso. Do mesmo jeito que tem alas isoladas para se tratar pacientes com covid-19; os insumos, as roupas, os lençóis, precisam ser lavados, tratados, também em lugares apropriados e separados dos demais. Então vai aqui uma denúncia para que o governo tome a devidas providencias”, avisou o deputado.   

A segunda chamada de atenção do deputado ao Governo do Estado foi quanto outra denúncia recebida. Essa, de um agente penitenciário que veio a óbito. Ele não se sentindo bem, havia solicitado ajuda da Secretaria de Justiça para fazer o exame de covid-19 e não obteve a ajuda solicitada.

“Não é possível que na altura do campeonato em que nós nos encontramos, que a Secretaria de Justiça, que além dos profissionais, ainda tem os apenados  -  que o Estado tem responsabilidade pela segurança e saúde dessas pessoas  - que um profissional , alegando que não está passando bem , pedindo para fazer o exame , não tenha sido atendido. Isso é um absurdo. Isso é motivo de revolta.  Isso não pode acontecer” disse o parlamentar.

“Profissionais do Estado que estão na linha de frente, da segurança pública, da saúde, que não tem alternativa de estar em casa, não tem como se isolar; não pode deixar de ter o amparo total do governo. Então fica aqui meu repúdio a esse tipo de situação. Isso tem que ser revisto. Então governador Marcos Rocha, secretário Júnior Gonçalves, chamem o secretário de Justiça e peçam esclarecimento sobre esse fato. Para que outros profissionais da segurança pública, da Sejus, não tenham que sofrer o que esse servidor sofreu”, solicitou o deputado Jean Oliveira.

Texto: Assessoria 

Foto: Marcos Figueira-ALE/RO