Você está aqui: Página Inicial / Sobre a Assembleia / Notícias / Laerte Gomes vai buscar soluções para resolver graves problemas das estradas de Presidente Médici

Laerte Gomes vai buscar soluções para resolver graves problemas das estradas de Presidente Médici

por Ronaldo Afonso do Amaral publicado 13/02/2019 11h55, última modificação 13/02/2019 13h27
Prefeito e vereador relataram grave situação das rodovias estaduais


O presidente da Assembleia Legislativa, Laerte Gomes (PSDB) vai buscar soluções junto ao Governo do Estado para resolver a grave situação das estradas de Presidente Médici. O deputado esteve reunido na manhã desta quarta-feira com o prefeito Edilson Alencar (PSDB) e o vereador Mário César e recebeu relatos preocupantes sobre as rodovias e ainda reclamações da inoperância do DER na região. 

De acordo com o prefeito, as estradas estão intrafegáveis, pontes caídas e não há nenhuma ação do Governo para recuperação. A situação prejudica o escoamento da produção, o transporte escolar e a locomoção da população que mora na área rural. 

“Já procuramos a residência do DER em Ji-Paraná, mas não recebemos atenção. Já tentamos outras formas de contato, mas também não fomos atendidos. A situação está caótica, em algumas dessas estradas, não há mais condição nenhuma de tráfego. Nossa esperança é que o deputado Laerte nos ajude a buscar com o governador a recuperação dessas rodovias e pontes”, disse Edilson Alencar. 

Outra preocupação do prefeito diz respeito a RO 135, que liga Presidente Médici ao município de Castanheiras, que precisa também de urgente recuperação. 

Diante das dificuldades relatadas pelo prefeito e vereador, Laerte Gomes se comprometeu em buscar soluções rapidamente junto ao Governo, através do DER 

“Vamos levar essa preocupação do município de Presidente Médici ao governador Marcos Rocha (PSL) e pedir para que ele oriente o chefe da residência do DER em Ji-Paraná, pois a situação está muito complicada. O DER não está atendendo os municípios, não toma nenhuma atitude e quem sofre é a população, que fica sem condições de trafegar e de escoar a produção e a Prefeitura, que recebe as reclamações, sem poder atender”, destacou o presidente.

Texto: Jocenir Sérgio Santanna - DECOM/ALE

Fotos: José Hilde

Foto:

Adicionar Comentário

Você pode adicionar um comentário preenchendo o formulário a seguir. Campo de texto simples.