Você está aqui: Página Inicial / Sobre a Assembleia / Notícias / Quem abandonar ou se omitir na guarda de animais poderá ser multado

Quem abandonar ou se omitir na guarda de animais poderá ser multado

por Ronaldo Afonso do Amaral publicado 20/12/2018 09h44, última modificação 20/12/2018 09h44
Projeto de Lei aprovado é de autoria do deputado Jesuíno Boabaid e estabelece multa mínima a partir de 50 UPF


O deputado Jesuíno Boabaid (PMN) teve aprovado o Projeto de Lei 1129/18 que estabelece multa em caso de abandono ou omissão e dispõe sobre a guarda responsável de animais. O parecer favorável, dado em Plenário foi do deputado Laerte Gomes (PSDB). 

De acordo com o parlamentar, a propositura objetiva inibir os inúmeros casos de abandono de animais, principalmente em logradouros públicos, o que é punível com prisão, multa e perda da guarda do animal, de acordo com as leis vigentes. 

Boabaid afirma que é imprescindível que o indivíduo tenha a consciência de que ao adquirir um animal de estimação, “deverá assumir uma guarda responsável, que consiste em planejar e tomar alguns cuidados necessários e obrigatórios para manter o animal saudável e feliz”, exaltou o parlamentar. 

Também é destacado pelo parlamentar o grande número de mortes em rodovias de animais silvestres, sendo imprescindível a construção de passagens sob as rodovias federais. 

Da mesma forma é lembrada a Declaração Universal dos Direitos dos Animais (Unesco-ONU) e da Constituição Federal que estabelecem que o animal tem direito à consideração, à cura e à proteção e ser de incumbência do Poder Público e da Coletividade, a defesa, a proteção da fauna e flora, vedada as práticas que coloquem em risco sua função ecológica e possam colocar em risco a extinção da espécie ou os submetem a atos cruéis. 

Por isso, o parlamentar estipula no Projeto aprovado, e que segue para sanção governamental, a pena mínima para o proprietário infrator a multa mínima de 50 UPF/RO, cujo valor unitário em dezembro de 2018 é de R$ 65,21, o que resultaria em multa de R$ 3.260,50. O que não exclui a aplicação de outras sanções, explica o deputado Jesuíno.

ALE/RO - DECOM - Geovani Berno

Foto: Gilmar de Jesus

Adicionar Comentário

Você pode adicionar um comentário preenchendo o formulário a seguir. Campo de texto simples.