Sessão Solene presta homenagem ao Serviço Social em Rondônia

por Igor_Cruz — publicado 13/05/2016 12h33, última modificação 13/05/2016 12h33
Deputado Ribamar Araújo celebra o Dia do Assistente Social durante evento...

 

Para marcar os 80 anos do Serviço Social no Brasil e os 48 anos de atuação em Rondônia, o deputado Ribamar Araújo (PR), realizou Sessão Solene na Assembleia Legislativa na manhã desta sexta-feira (13). Ribamar lembrou que esta homenagem é a que mais lhe dá prazer e alegria enquanto parlamentar, pois realiza este evento desde quando era vereador.

O deputado disse que o país passa atualmente por um período ainda, de incertezas e de dificuldades e que está entristecido, pois o novo ministério não contemplou a atuação das mulheres e que é formado, infelizmente, por oito investigados, o que põe em cheque a credibilidade do novo governo que se inicia.

Lembrou que os assistentes sociais estão sempre atentos às ‘fraturas sociais’, buscando através de sua atuação, “corrigir as distorções”. Parabenizou a todos assistentes que lutam por melhores salários, por reconhecimento da categoria, por uma carga horária e condições de trabalho justas.

 

Segundo

Ribamar Araújo, este é momento também de homenagear o Dia do Assistente Social que é comemorado anualmente em 15 de maio e em Rondônia marca os 18 anos de emancipação do Conselho Regional do Serviço Social (Cress), pois anteriormente era ligado ao Conselho do Acre.

O deputado reforçou que o profissional dos serviços sociais se dedica por melhores condições de vida, saúde e trabalho para os grupos mais desfavorecidos ou “à margem da sociedade”. Além de tudo, “são ativos na luta pelos direitos humanos”.

São profissionais que podem colaborar para construir um ambiente igualitário em uma sociedade. No entanto, afirmou Ribamar, os assistentes sociais atuam de forma multidisciplinar no campo das ciências humanas, sempre empenhados em construir projetos e políticas sociais, com o intuito de melhorar a qualidade de vida de uma sociedade.

O assistente social tem o papel de planejar, gerenciar, administrar, executar e assessorar políticas, programas e serviços sociais efetivando sua intervenção nas relações entre os homens no cotidiano da vida social por meio de ações de cunho sócio educativo e de prestação de serviços.

Ao final do evento, o deputado Ribamar Araújo entregou rosas as assistentes sociais, agradecendo a participação de todos e desejando muito sucesso.

 

Debatedores

O presidente do Conselho Regional de Serviço Social (Cress), Carlos Henrique Gomes Souza, disse que a profissão surgiu no país há 80 anos, dignificando a profissão, se reconstruindo. Afirmou que este enxugamento das políticas públicas e de ministérios ocorrida com o novo governo deve afetar também o trabalho e a atuação dos profissionais.

Lembrou Carlos Henrique, o trabalho realizado pelas primeiras assistentes sociais a Rondônia, tendo a primeira chegado ao Estado em 1968, conforme trabalho histórico desenvolvido por Zilene Rabelo. E hoje o assistente é um profissional reconhecido, com formação superior e atuante na sociedade, “pois somos nós que trabalhamos à frente das políticas sociais”, concluiu.

O vereador e presidente da Câmara Municipal de Porto Velho, Jurandir Bengala (PR) frisou que fazer o trabalho social não é fácil, pois tem de ter atenção com as pessoas e disponibilidade. “Quem mora em distritos, um pouco mais distante dos centros administrativos sabe o quanto é complicado o trabalho social”, argumentou.

O deputado federal Luiz Claudio (PR-RO) ressaltou que quando foi diretor da Emater decidiram que os escritórios regionais do órgão deveriam ter próximo aos técnicos o assistente social para auxiliar o pequeno produtor rural. Parabenizou o deputado pela homenagem e a todos os assistentes sociais de Rondônia e do Brasil.

A gestora da Secretaria de Estado da Assistência Social (Seas), Valdenice Domingos Ferreira, falou da atuação da sua pasta no estado, especialmente no reforço à atenção à mulher que sofre com a violência doméstica.

Valdenice destacou a criação do Fundo Estadual para Erradicação da Pobreza e que o concurso público está em andamento, o que dará maior celeridade aos projetos estaduais em todas as áreas sociais.

 

ALE/RO - DECOM - [Geovani Berno]
Foto: Ana Célia e José Hilde

 

FOTOS